Irã

Além do comércio, a Rota de Seda fez florescer na antiga Pérsia um rico canal de troca de conhecimento entre os povos do extremo Oriente e do Mediterrâneo. Muito saber se produziu e se disseminou a partir deste canto do planeta. Não bastasse o legado filosófico, literário e matemático que a região deixou ao mundo, hoje é cada vez mais simples descobrir com os próprios sentidos tudo o que torna o Irã um lugar único e ainda bastante desconhecido de grande parte dos brasileiros. Persépolis e Pasárgada talvez sejam os mais célebres, porém são apenas dois dos 19 Patrimônios da Humanidade que a Unesco reconhece no país. Um sem fim de outros tesouros, como construções milenares e mausoléus, fazem parte de uma visita a um universo intricado que vai além das presunções mais comuns. Expresso nas vivas ruas e cafés de Teerã ou na simplicidade da pracinha de uma cidade interiorana qualquer, o Irã contemporâneo ajuda a fechar um ciclo de entendimento sobre a sofisticação e o fascínio que fizeram desta região um embrião de grandes civilizações que fundamentaram o mundo moderno. Definitivamente, um lugar para quebrar expectativas.