Jordânia

Se a história é o primeiro motivo para conhecer a Jordânia, certamente não é o único. Exércitos muçulmanos em batalhas a cavalo, destemidos legionários romanos, caravanas a bordo de camelos. Tudo isso passou pela região, e embora conflitos costumem deixar rastros de destruição, é imenso o legado das múltiplas culturas que ocuparam esse canto do Oriente Médio. E se traduz em anfiteatros romanos, castelos dos tempos das Cruzadas repletos de delicados mosaicos cristãos e em uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, desde 2007. Com mais de 2 mil anos, Petra é o mais famoso dos quatro patrimônios da humanidade que a Unesco reconhece na Jordânia, entalhado na pedra ao fundo de um estreito corredor de pedras. Muito mais do que simplesmente o cenário de Lawrence das Arábias, o Deserto de Wadi Rum sintetiza uma energia única que o visitante pode descobrir a bordo de um balão. O Mar Vermelho abriga naufrágios e uma vida submarina descomunal. Por fim, renda-se aos monumentos e às surpresas da capital Amã e de sua culinária particular.