Tanzânia

Superlativa, assim é a Tanzânia. Capaz de agregar sob seu domínio uma enormidade de números notáveis. Desde os 5.895 metros do Kilimanjaro, o ponto mais alto da África, até a Selous Game Reserve, área de proteção do tamanho da Suíça. A fama como destino turístico vem sem dúvida da força de sua natureza e da facilidade em observá-la. A migração anual de extensos bandos de antílopes, elefantes, zebras e outras dezenas de mamíferos pela planície do Serengeti é um desses momentos em que a vida selvagem se revela suprema. Nas entranhas da cratera do Ngorongoro, a maior concentração de mamíferos de todo o continente. Uma terra de safáris a perder de vista, sob a égide de vulcões extintos e picos nevados. Mas não só. Pelos mais de 800 quilômetros de costas, pérolas como a notável Zanzibar, com seu passado controverso, mas inegável beleza do mar translúcido, palmeiras nas areias e tempero marcante. Das montanhas ao litoral, pela natureza e por suas etnias, a Tanzânia é um país de excessos.